segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Ela tinha ele naquela hora, ele era apenas dela e de mais ninguém. Mesmo não sabendo seus nomes, ou algo mais pessoal ela o amava e ele, bom, não se sabia em certo o que ele sentia. Então, o tempo passou e a noite já estava no fim, eles estão um ao lado do outro, ela vê seu carro chegar e sai correndo, vira para traz no meio do caminho e acena para ele, ele sorri e continua olhando para ela. Ela entra no carro e olha para ele sorrindo, ele não a vê direito. Eles estão se afastando, seus olhares já estavam perdidos, mais seus corações batiam cada vez mais forte. Eles se amaram naquele momento, por mais que ele seja mais um breve momento, era verdadeiro. Mas o tempo passou tão rápido que ela já tinha aprendido a viver sem ele. Mesmo tudo aquilo acontecendo tão rápido, eles tinham sentido o amor e isso mostrou a eles que o amor não precisa durar anos para ser um amor, não importa o tempo, dês que seja verdadeiro.

Sem comentários:

Publicar um comentário